Trilhas: Desbravando a natureza

O seminarista Lúcio Lopes, atualmente em missão no México aproveitou as férias em casa para fazer uma trilha do Indaiá (Planaltina-GO) ao Itiquira (Formosa-GO).

Lúcio, fale um pouco sobre a trilha deste fim de semana:

Eu venho aqui a Planaltina uma vez por ano ou a cada dois anos e os meus primeiros planos das férias é fazer essa trilha. Todos os anos eu a faço, todos os anos! Faço com meus irmãos, primos ou amigos.

A trilha é caminhar dentro da natureza, da vegetação com muitos obstáculos. Atravessando rios várias vezes, subindo várias alturas, no percurso paramos várias vezes para banhos, lanches. Na caixa térmica também levamos a cervejinha bem gelada, refrigerante, água. Do kit consta também, repelente e faca. É muito bom, vemos várias cachoeiras! A minha preferida é a Véu de Noiva com 45 metros de queda. Passamos por ela olhamos, tiramos fotos e depois vamos para a principal. Ás vezes rezamos no meio da natureza. Depois vem o Salto do Itiquira, segundo me consta são 168 metros de altura! Lá, banhamos, relaxamos, comemos e depois de descansar, descemos todo o Salto do Itiquira, dando a volta. A natureza é muito linda e a descida muito dura.Tanto a descida como a volta são muito pesadas, exigem muito de nós. Lá nos recompomos novamente e iniciamos nossa caminhada de volta até no Indaiá.

Todo o caminho do Indaiá ao Itiquira é bastante duro. Gastamos sempre um dia para percorrê-lo, geralmente das 10 da manhã às 6 da tarde.

A natureza é muito bonita. Gosto muito de estar com ela, conclui Lúcio sorridente!

Lúcio Lopes está atualmente em missão no México e pertence à Diocese de Portugal.